quinta-feira, 13 de abril de 2017

[ENTREVISTA 5] BEATRIZ PRADO

Brendo Hoshington


Eu acho que quando mudamos, as pessoas que realmente nos amam, aceitam. Não digo que elas vão gostar das suas mudanças, talvez achem melhor como estava antes, mas se realmente nos amarem, então apesar de tudo, elas vão aceitar e nos ajudar.

Beatriz Prado

Olá todo mundo, sejam bem-vindos a mais uma entrevista. Desta vez o Book of Livros trás uma escritora que é um amor de pessoa. É claro que estamos falando da nossa queridíssima parceira Beatriz Prado, autora do livro Mudanças.

Resultado de imagem para mudanças beatriz prado

Você pode conferir a sinopse do livro no site da editora Pendragon.

1. Quem é você?

Beatriz Prado, mas me chamam de Bia. Sou Paulista, adoro escrever textos e histórias sobre o amor. Ouço música o tempo inteiro e tô sempre querendo descobrir coisas novas. 

2. Quando percebeu que a escrita fazia parte da sua vida?

Acho que desde sempre. Sempre que eu ficava triste ou algo assim eu escrevia, mas comecei a levar muito a sério em 2014.

3. Qual o primeiro livro que se lembra de ter lido?

"Para Sempre" da Alyson Noel.

4. Como era a primeira história que você criou?

Eram três amigos que viviam em um mundo ao avesso. Eu era criança, então ficou bem maluco. Eles tinham orelhas no lugar do nariz, andavam de ponta cabeça e coisas assim. 

5. Quais são suas inspirações?

Nacional com certeza é a Paula Pimenta e de fora a Rainbow Rowell. 

6. Metas para o futuro?

Quero continuar escrevendo e melhorando a minha escrita, melhorar a forma como "trabalho" tudo isso e quem sabe um dia chegar ao ponto de viver um pouquinho dos meus livros. 

7. Como você enxerga o quadro atual da literatura no Brasil?

Ao mesmo tempo em que acho que está cada vez mais crescendo - o que é ótimo - ainda tem um longo caminho a ser melhorado. Aquele de "quem tem mais fama e dinheiro, leva", isso não é muito legal. Mas acho que as pessoas estão se abrindo muito mais a literatura brasileira. 

8. Qual é o seu livro nacional predileto?

Fazendo meu filme, qualquer um da série. É uma série superimportante para mim.

9. O que gosta de fazer nas horas vagas?

Gosto muito de só ficar quieta ouvindo música, às vezes gosto de ficar dançando sozinha, mas na maior parte do tempo só fico ouvindo mesmo. Ou fazendo listas sobre coisas que eu quero/gosto/preciso. 
Criando novas ideias para livros. Faço tantas coisas haha.

10. O que você diria para uma pessoa que está começando agora?

Por mais difícil que pareça ser não desista. Sei que as coisas podem parecer injustas e desanimadoras, mas você é maior que tudo isso. Você pode conseguir, basta tentar. 


Acompanhe agora um texto escrito pela autora: 


A cidade toda permanecia acordada enquanto minha casa dormia. Eu sorria deitada em minha cama, sorria de orelha a orelha, as coisas tinham dado certo... A blusinha que comprei na promoção caiu super bem e quando eu desci o porteiro me elogiou, disse que eu estava chique, mal sabe ele que a blusa estava com uma etiqueta vermelha quando eu a peguei. Quando estava no ponto de ônibus meu celular vibrou – finalmente voltou ao normal depois de travar apenas no silencioso. – era o mecânico, meu carro estava pronto.  No caminho uma senhora sorriu pra mim. Peguei meu carro e deslizei pelo banco de couro, ele estava perfeito.  Não parecia nem que estava dirigindo, eu parecia flutuar. Me atrasei cinco minutos por ter que passar no mecânico e isso fez com que eu perdesse o trânsito. No trabalho uma das minhas ideias foram aceitas e no fim ainda fui convidada para tomar um café no sábado. Minha geladeira está vazia e minha sala uma bagunça. Não sei onde joguei o meu sutiã preferido, não sei se tenho roupas limpas para o dia de amanhã. Meu celular acabou a bateria e eu não sei onde está o cabo que uso para carregar. Por fora minha vida nunca esteve tão bagunçada, mas por dentro eu nunca estive tão em paz, tão em sincronia. E são nesses dias que a loucura faz valer a pena. Que ter largado a casa dos meus pais e me jogado em uma faculdade que todos diziam não ter futuro, tudo isso vale a pena. Hoje eu não mudaria nada em minha vida, ela está bagunçadamente perfeita – assim como eu. 

Conheça mais sobre a autora acompanhado o seu blog Quatro Estações.




Já pensou em ter uma almofada do seu livro preferido? Ou daquela série que você não perde um episódio? Então conheça a Pillows - Almofadas Personalizadas

Brendo Hoshington / Administrador & Editor

Mora em Pernambuco e sonha em conhecer o mundo, mas por enquanto viaja apenas em livros e séries.

4 comentários:

  1. Ebaaa ❤ adorei responder as perguntas!
    Obrigada pelo cantinho ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pela sua atenção, em breve teremos a resenha de Mudanças aqui no blog.

      Excluir
  2. Parabéns Beatriz, tive o prazer de conhecer seu livro e adorei a sua escrita. Continue assim.

    ResponderExcluir
  3. Cara, a Beatriz transmite ternura. Dá pra sentir através das respostas a sua doçura.
    Desejo sucesso. Pelo trecho vemos o seu talento.

    Merece todo o reconhecimento.

    ResponderExcluir