domingo, 4 de setembro de 2016

[RESENHA] ERROS NAS ENTRELINHAS

Brendo Hoshington



“Porque no fundo todo mundo quer ser bom em alguma coisa”


Título: Erros Nas Entrelinhas
Autora: Brenda Ripardo
Editora: PenDragon
Páginas: 308
Gênero: Young Adult 




Samantha é capitã do time das líderes de torcida e namora Devin, o quarterback do time de futebol. Mas para ela, as coisas não haviam sido fáceis, já que era o tipo de garota invisível.
Logo no primeiro dia de aula ela conhece Benjamim, um garoto recém-chegado na cidade, cujo contato inspirador, desperta novamente nela o amor pela música, que há anos permanecia adormecido.
Benjamim é diferente, envolvente, e faz com que os sentimentos de Samantha em relação a ele cresçam, e embora ela tente lutar contra isso, o destino parece sempre querer uni-los.
O intenso envolvimento de ambos a deixa certa de ele é o seu verdadeiro amor. Entretanto, nada parece estar salvo, pois Samantha acaba cometendo erros e ferindo os sentimentos das pessoas que a cercam. Ela terá como lição que os segredos nem sempre estão seguros e que tomar certas decisões, podem trazer sérias consequências.


Samantha era o tipo de garota invisível, e para chegar ao ponto de se tornar capitã das lideres de torcida ela teve que fazer muitas coisas das quais não gostava, incluindo se envolver com drogas e se relacionar com pessoas as quais ela considerava vazias por dentro. Mas seria um novo amor capaz de lhe abrir os olhos e convidá-la a ser novamente aquilo que lhe faz feliz?...

Caramba.

Como exemplificar os sentimentos que senti ao acompanhar a trajetória da Samantha em Erros Nas Entrelinhas? Como explicar com palavras a euforia que sinto ao escrever essa resenha?

Simplesmente inexplicável.

Quando iniciei minha leitura achei se tratar de mais um clichê, com líderes de torcida, jogadores de futebol e coisas do tipo, mas confesso que errei feio. Encontro-me boquiaberto com a forma como a autora Brenda Ripardo utilizou os mesmo elementos de sempre e criou uma história totalmente nova.

O livro é repleto de conflitos, que são na maioria vivenciados pela Sam. Porém, tais conflitos não soam de forma superficial, jogados de qualquer jeito na trama. Todo esse emaranhado de dilemas é criado de forma a fazer o leitor sentir ao menos um pouco dos sentimentos da personagem, que vão desde paixão a aquele tipo de angústia que você prefere fingir que não está sentindo.

A autora conseguiu criar bem os seus personagens, e foi ao extremo com cada um deles, explanando com maestria suas características e inseguranças.

E o que falar da narração? Simplesmente párea a de muitos autores experientes. O tipo de escrita que te faz querer ler mais e mais, e repetir sempre aquela famosa “mentira de leitor” para si mesmo: só mais um capítulo... 


Adquira já o seu exemplar clicando aqui

Brendo Hoshington / Administrador & Editor

Mora em Pernambuco e sonha em conhecer o mundo, mas por enquanto viaja apenas em livros e séries.

4 comentários:

  1. Esses livros que mostram até onde o ser humano vai pra alcançar aquilo que quer, pra só quando conseguir ver que não era aquilo que ele precisava são os verdadeiros terrores, o ser humano se cega ao ponto de fazer tudo o que mais odiava pra conseguir algo, ou ser aceito em algo, são histórias muito incríveis. E sobre sua resenha, Eu estava SECO sem elas, que bom que voltou e espero que nunca mais suma, você me inspira todos os dias com suas resenhas, a seguir meus próprios sonhos, espero que saiba disso: eu uso você como exemplo pra minha vida. Sua criatividade, modo de escrever, precisão de palavra. Você é um talento raro e vai longe, não existe palavra melhor pra definir seu trabalho como 'Perfeição'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, muito obrigado João, valeu mesmo. É muito bom saber que alguém está gostado do nosso trabalho!!!

      Excluir